A história das próteses de silicone

O uso do silicone nas mamas começou na década de 1940 nos Estados Unidos e no Japão, mas só em 1962 é que as primeiras próteses de silicone surgiram nos Estados Unidos na forma de um gel envolto por uma cápsula de elastômero rígida. A partir daí, as próteses ganharam muita popularidade, atingindo o auge durante os anos 1980. Até hoje, essa é a cirurgia plástica mais realizada no mundo.

Com bases científicas sólidas, atualmente podemos dizer que os implantes de gel silicone não aumentam o risco de câncer de mama, doenças inflamatórias ou autoimunes. Além disso, as mulheres com implantes são encorajadas a amamentar, pois não existem evidências que o silicone possa causar mal ao lactante.

Nos últimos anos, a segurança das próteses só vem aumentando com a melhoria da matéria-prima e das tecnologias para fabricação do silicone. Entre os grandes avanços está a criação de um gel de alta coesividade envolto por múltiplas camadas de elastômero com texturização. Por se tratar de um dispositivo de alta tecnologia, nós, da Clínica Fabio Carramaschi, utilizamos as melhores marcas de próteses, assegurando que todo o processo seja feito seguindo rigorosos padrões de qualidade.