Mamoplastia de Aumento

Mamoplastia de Aumento

A inclusão de prótese de mama serve para mulheres que desejam aumentar o tamanho das suas mamas através do uso de uma prótese de silicone.

A Mamoplastia de aumento é indicada para pacientes que não possuem flacidez ou queda da mama. Em casos de flacidez ou queda das mamas, a indicação é a cirurgia de Mastopexia (Lifting de mamas) e esta pode ser feita com ou sem a inclusão de uma prótese de silicone.

Na Mamoplastia de aumento não é feita a elevação das mamas, apenas o aumento. Pequenas alterações de posição entre as mamas, direcionamento e altura entre as aréolas não podem ser corrigidas nessa cirurgia. No entanto, diferenças significativas de volume entre as mamas direita e esquerda podem ser minimizadas com a utilização de tamanhos diferentes de próteses em uma mama e outra.

Neste tipo de cirurgia, o local mais comum do posicionamento da cicatriz é no sulco mamário, o qual fica bem escondido nas dobras das mamas. Outros locais menos comuns também são usados: ao redor das aréolas ou nas axilas. Qualquer destas opções possuem prós e contras e devem ser esclarecidos durante a consulta médica.

A posição em que será posicionada a prótese é outra questão a ser orientada pelo cirurgião responsável. Ela pode ser posicionada na frente do músculo e atrás da glândula mamária (subglandular), atrás do músculo (submuscular) ou atrás de uma película que recobre o músculo, chamada fáscia (subfascial).

A cirurgia de inclusão de prótese de mama pode ser feita com anestesia local e sedação ou com anestesia geral. Ambas são seguras. Em média, este tipo de cirurgia dura em torno de 1h a 1h30. A alta hospitalar normalmente é dada no mesmo dia no final da tarde ou à noite, ou seja, a paciente não precisa passar a noite no hospital.

Essa cirurgia não altera uma futura amamentação, pois o tecido mamário não é seccionado, não é cortado, ou seja, o tecido mamário se mantém intacto depois da cirurgia. Ele é apenas descolado do músculo onde ficará a prótese de silicone, assim todo o tecido mamário ficará por cima da prótese.

Retornos pós-operatórios são feitos semanalmente no início. À medida que o tempo passa, o intervalo entre eles vai sendo aumentado, pois as chances de complicações acabam diminuindo drasticamente.

Na recuperação da primeira semana, principalmente, não se pode fazer força com os braços nem elevá-los acima do nível dos ombros. Tais cuidados diminuem as chances de sangramento (hematoma). Caso ocorra, o tratamento é cirúrgico.

A maioria das pacientes sente pouca dor, mas quando necessário tomam analgésicos para aliviar os sintomas por um ou dois dias no máximo.

O uso de sutiã cirúrgico é recomendado por 30 dias, 24h por dia, e, no segundo mês, apenas para dormir. Depois de 2 meses não há mais necessidade de continuar o uso.

A maioria das pacientes sente pouca dor e tomam um ou dois dias no máximo analgesicos para dor.

Uso de sutiã cirúrgico é recomendado por 30 dias 24h por dia e no segundo mês apenas para dormir. Depois de 2 meses não precisa mais usar o sutiã cirúrgico.