Dedicar-nos ao máximo na busca pelo conhecimento, com o objetivo de oferecer aos nossos pacientes o que há de melhor

Gluteoplastia

Procedimento cirúrgico nas nádegas que visa obter melhoria no contorno do bumbum, deixando-o com um formato mais arredondado, projetado e harmonioso. A cirurgia pode ser feita a partir de Lipoescultura, com enxerto de gordura nos glúteos ou através do implante de próteses de silicone.

Indicação:

Pacientes que apresentam nádegas planas, sem projeção ou forma definida.

A Cirurgia

É realizada em ambiente hospitalar.

Anestesia

Geralmente, anestesia peridural associada à sedação.

Duração da cirurgia

Cerca de 2 horas. Dependendo do caso, existem detalhes que podem prolongar esse tempo, pois esta permanência envolve também o período de preparação anestésica e recuperação pós-operatória.

Período de internação

Em média, de 24 a 48 horas.

Cicatrizes

A cicatriz situa-se na região interglútea, ficando disfarçada em um sulco natural. Caso haja flacidez de pele associada, com dobras de pele nos sulcos junto à raiz das coxas, é possível que se necessite retirar um pouco de pele nos mesmos para melhorar o resultado, levando, nesta situação específica, a cicatrizes nestes locais. Também, há casos em que a lipoescultura em culotes, quadris e face interna de coxas pode ser associada à gluteoplastia para melhora do conjunto, resultando em pequenas cicatrizes adicionais necessárias para introdução das cânulas de lipoaspiração.

As próteses

São constituídas por fina membrana de elastômero de silicone, material similar a uma borracha, e preenchidas por gel de silicone de alta coesividade que, além de ter alto desempenho, molda o glúteo com eficiência, melhorando a aparência e mantendo um resultando natural.

Geralmente, são apresentadas em dois formatos, o oval e o redondo, para que seja possível obter a melhor adaptação anatômica com adequação aos anseios do paciente. Outra característica é a superfície lisa (não texturizada ou revestida).

A escolha do tipo e do volume da prótese baseia-se nas características de cada caso, devendo, para tanto, ser feita uma criteriosa avaliação.

Via de acesso e plano de colocação das próteses

As próteses são introduzidas por meio de uma incisão na região interglútea, resultando em uma cicatriz disfarçada em um sulco natural. Ficam localizadas sob ou dentro de um músculo muito avantajado (glúteo maior), o que proporciona um resultado natural e satisfatório.

Troca de implantes

Geralmente, não é indicada a troca das próteses após período predeterminado. Contudo, pode ser necessária nos casos de ruptura, deformidades morfológicas, encapsulamento severo ou infecção. O controle médico é importante para detectar essas alterações, indicando a troca.

Leave a Comment

(0 Comments)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso Ajudar?