Dedicar-nos ao máximo na busca pelo conhecimento, com o objetivo de oferecer aos nossos pacientes o que há de melhor

Cirurgia plástica na adolescência: como os pais podem lidar com o assunto e auxiliar os filhos

final, o adolescente pode buscar uma cirurgia plástica?

Sim, ele pode, e em casos de reparação ou problemas que possam influenciar a saúde, muitos médicos encaminham o paciente jovem ao cirurgião plástico.
No entanto, quando a cirurgia plástica é por um incomodo estético, os cuidados devem ser maiores, pois o corpo ainda está em transformação, é um procedimento delicado, sem volta, e que requer o consentimento dos responsáveis. Portanto, os pais devem tomar cuidado com:

• O imediatismo

Às vezes, os filhos podem querer fazer uma cirurgia plástica no calor do momento ou por que um amigo fez e isto não deve ser um argumento para realizar a cirurgia plástica, já que nesta fase da vida os filhos tendem a ter posicionamentos imediatos e depois mudam de ideia.

• As alterações do corpo

Na adolescência, o corpo passa por uma série de transformações. O rosto continua se modificando, os glúteos e seios também, logo é preciso esperar que o corpo cresça por completo.

Para as meninas que desejam realizar mamoplastia, o ideal é esperar 3 anos após a menarca – primeira menstruação. Já para os meninos que desejam reduzir as glândulas mamárias, o ideal é esperar que o corpo cresça, pois na maioria dos casos a regressão das mamas tende a ser espontânea.

Cirurgias plásticas como gluteoplastia e lipoaspiração devem ser feitas não apenas após o amadurecimento do corpo, mas também mental. Por mais que várias clínicas sejam responsáveis para realizar o procedimento, são operações dolorosas e que requerem um pós-operatório mais delicado, por conta destes fatores o ideal é que o adolescente amadureça para lidar com estas situações em que é necessário ter bastante paciência.

O bom senso deve sempre guiar as escolhas. Muitas vezes, o incômodo do adolescente com seu corpo é legítimo, e a cirurgia plástica pode ajudar na resolução dessa questão. Tudo depende de uma minuciosa avaliação pré-operatória, com uma boa conversa envolvendo cirurgião, pais (ou responsáveis legais) e adolescente, com avaliação psicológica profissional, caso seja indicado. Deve-se salientar que alterações no corpo que provoquem debilidades, como seios grandes causando alterações de postura, por exemplo, são indicações de cirurgia.

• O que os seus filhos estão vendo online

A cirurgia plástica em adolescentes só pode ser feita com o consentimento dos pais ou responsável. No geral, clínicas confiáveis pedem assinatura de termo, acompanhamento do adulto junto com o adolescente em todas as consultas e também durante a cirurgia.
Mas infelizmente, há muitas clínicas clandestinas, que a preços baratos, podem oferecem cirurgias plásticas sem nenhuma responsabilidade e levar uma pessoa à morte. Portanto, cabe aos pais observar o que os filhos estão procurando na internet e auxiliá-los do perigo de clínicas clandestinas.

Como auxiliá-los?

Caso seu filho (ou filha) demonstre o desejo de realizar a cirurgia plástica esteja sempre com abertura para uma boa conversa, entenda seus reais motivos e independente da decisão, acompanhe o passo a passo de perto.

Leave a Comment

(0 Comments)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso Ajudar?