Dedicar-nos ao máximo na busca pelo conhecimento, com o objetivo de oferecer aos nossos pacientes o que há de melhor

Quais os cuidados pós operatório?

Existem alguns itens de cuidados pós operatório que irão te ajudar muito a passar melhor por esse momento. Tendo uma boa recuperação e estando apto o mais rápido possível para aproveitar e curtir as mudanças que você conquistou com essa cirurgia.

Permaneça na leitura para saber os principais cuidados pós operatório. Confira!!!

Cuide da cicatrização

Um dos principais cuidados pós operatório é cuidar muito bem do processo de cicatrização, já que ele é essencial para que a sua cirurgia seja o sucesso aguardado.

Por isso siga corretamente as recomendações do seu médico, e evite fazer os movimentos proibidos, como levantar os braços acima da cabeça.

Tome os medicamentos indicados e nos momentos certos (antibiótico, por exemplo, deve ser tomado no horário correto, senão perde efeito).

E cuide da limpeza da área operada, para que assim sua cirurgia cicatrize corretamente, sem infecções ou marcas, trazendo o resultado visual esperado.

Não descuide do sono nos cuidados pós operatório

Outro processo importante dos cuidados pós operatório é não deixar de dormir bem, para que o corpo descanse corretamente e possa se recuperar de todo o processo da cirurgia, que é bem puxado para ele.

Por isso, organize o seu local de descanso, de maneira que ele seja agradável e te ajude a dormir e descansar, tendo um bom repouso e passando tranquilamente pelo pós operatório.

  • Bons travesseiros

De maneira que eles te ajudem a dormir com mais conforto, e ainda possam dar suporte para membros do seu corpo. Mais de um será essencial neste período.

  • Posição

Sendo essencial que se durma de barriga para cima, para que respire melhor e descanse sem atrapalhar a recuperação. Essa orientação deve ser seguida por mais ou menos 10 dias.

  • Tenha um bom colchão

Escolhendo um que não esquente muito e te deixe suado e com chances de desenvolver úlceras na pele. E buscando um que seja firme, mas macio, para que não te machuque.

Não force a rotina

É muito comum as pessoas relaxarem nos cuidados pós operatório, e irem forçando a volta na rotina, buscando realizar atividades para os quais ainda não está totalmente preparado.

Mas qualquer cirurgia deixa o corpo muito cansado, e os cuidados pós operatório vão exigir que você controle movimentos e diversas situações do seu dia a dia.

Por isso a sua volta a realização de atividades pode levar um tempo extra, sendo essencial que, ao invés de puxar e insistir, você verifique com o seu médico se pode aquela atividade ou não.

Para que assim o seu corpo se recupere como deve, e você não sofra com problemas por forçar atividades para os quais ele ainda não estava preparado.

Seja paciente

E respeite o tempo do seu corpo, que logo você voltará a sua rotina. E poderá realizar tudo o que fazia e espera fazer depois da sua cirurgia.

Mas a paciência será essencial nos cuidados pós operatório. Para garantir que o seu corpo se recupere de todo o procedimento cirúrgico, que é um forte trauma para ele.

Tenha ajuda nos cuidados pós operatório

Já que a maioria dos cuidados pós operatório vai exigir um acompanhamento. Então verifique com algum amigo, familiar, ou mesmo contrate alguém, que te ajude no básico.

Lembre-se que uma cirurgia é algo sério. E que se você não seguir a risca os cuidados pós operatório, poderá machucá-lo seriamente!

Cirurgia de Ritidoplastia ou Lifting facial

Ritidoplastia/Lifting facial é um procedimento cirúrgico, de natureza estética, que tem o objetivo de corrigir as alterações da face e pescoço relacionadas ao envelhecimento.
É indicada para melhorar as rugas mais profundas e reestabelecer o contorno facial que é perdido devido à queda dos tecidos.

A cirurgia plástica de Ritidoplastia melhora a aparência de áreas como:

  • Pálpebras inferiores,
    • Região próxima da boca e nariz(“bigode chinês”)
    • Flacidez de pele próxima à boca(“Bulldog”)
    • Pescoço e papada

É uma cirurgia mais realizada em pacientes acima de 50 anos, mas em casos específicos, a Ritidoplastia (Lifting Facial) pode ser realizada antes.

Como é realizada uma Ritidoplastia/Lifting?

Existem inúmeras técnicas de Ritidoplastia, mas na maioria dos casos a incisão começa na linha de implantação de cabelo na região das têmporas, extende-se para baixo em frente ao ouvido, continua ao redor  da orelha terminando no couro cabeludo. Isto permite um acesso suficiente para separar a pele da parte que está por abaixo (gordura, aponeurose e musculos). Em seguida a pele é esticada para trás e para cima e o excesso é excisado. Em alguns casos é necessário remover o excesso de gordura que existe debaixo do queixo e aumentar a tensão nos músculos subjacentes. A Ritidoplastia/Lifting pode ser realizada sob anestesia local com sedação ou anestesia geral e pode durar de 2 a 5 horas.

Fico com alguma cicatriz?

Todas as intervenções cirúrgicas deixam cicatrizes. Na Ritidoplastia/lifting procura-se deixar a cicatriz o menos perceptível possível. A maioria das cicatrizes tendem a ficar menos visíveis com o tempo embora exista sempre uma grande variação individual. Em casos raros podem ocorrer cicatrizes alargadas sendo necessário cuidados adicionais.

Qual o resultado esperado?

Com uma Ritidopalstia/Lifting facial busca-se um aspecto mais jovem e “leve”. Se a Ritidoplastia for efetuada para corrigir a queda das estruturas faciais antes das rugas profundas aparecerem, em muitos casos previne a formação dessas rugas e, assim, preserva um ar mais jovem durante mais tempo.

Quando é que posso retomar a atividade normal?
A maioria dos pacientes retoma o trabalho após 15 a 20 dias. Pode-se aplicar maquiagem após o 7º a 10º dia e deve-se proteger a face do sol.

Como ficará meu rosto após a Ritidoplastia/Lifting?

São frequentes as equimoses (manchas roxas) e o edema (inchaço) durante as duas primeiras semanas após a cirurgia. Alguns pacientes referem uma sensação de tensão e dormência na face e pescoço e este aspecto pode manter-se durante alguns meses.

Tipos de próteses mamárias: quais são?

Existem no mercado diversos tipos de próteses mamárias, o que às vezes pode tornar a escolha um pouco mais complexa do que se imaginava.

Por isso organizamos este material, onde você irá conhecer os principais tipos e formatos, de maneira que possa escolher melhor.

Continue lendo para saber mais!

Por que conhecer os tipos de próteses mamárias?

As mulheres, e até mesmo homens, possuem diversos motivos para fazer uso de próteses, sendo essencial que se conheça os vários tipos de próteses mamárias existentes, para que assim não se faça uma escolha ruim.

Dentre os principais motivos para utilizar um dos tipos de próteses mamárias estão os fatores estéticos, de mulheres que desejam aumentar o volume dos seios, ou mesmo trazer mais firmeza para a região.

Problemas de saúde também são um forte motivo para ter que se decidir entre os diversos tipos de próteses mamárias, já que o Câncer de Mama é uma das condições de saúde que mais aflige mulheres pelo Brasil.

E aí a prótese entra como uma opção para a reconstrução das mamas das mulheres que tiveram que passar por processos de Mamoplastia.

Perfil

Um dos itens a se considerar nos tipos de próteses mamárias é o perfil, sendo quatro.

  • Baixo

Indicado principalmente para as mulheres que possuem as mamas inteiras e que querem apenas um preenchimento a mais, dando um pouco de base para o volume dos seios.

Porém o modelo é um dos tipos de próteses mamárias menos utilizados, já que não dá a noção estética que a maioria das mulheres tanto deseja. Ele tem um resultado mais natural.

  • Moderado

Por não possuir projeção, é pouco utilizado, considerando que apenas realiza o preenchimento da cavidade mamária, sem trazer muitas mudanças estéticas como os próximos modelos.

  • Alto

Preenche bem a cavidade da mama, deixando o colo mamário com formatos esteticamente apresentáveis, trazendo a beleza e o formato desejado pela paciente.

Não é à toa que é um dos modelos mais escolhidos. Nesse perfil ele deixa o colo mais visível. Porém, pode ficar um pouco mais artificial o resultado.

  • Super alto

Possui um formato mais cônico, o que deixará o peito bem apontado para frente, com o mamilo bem projetado. É um tipo que traz volume ao seio, sem grandes proporções nas próteses.

Formatos

O formato da prótese também deve ser considerado, tem três opções.

  • Anatômico

Modelo indicado para mulheres com o corpo mais magro, e que estejam passando pelo procedimento de reconstrução das mamas.

  • Cônico

Que fica bem para quem quer volume sem próteses mamárias muito grandes. Mulheres com ombros e tórax mais estreitos também se beneficiam esteticamente deste formato de prótese.

  • Redondo

Mais utilizado, considerando que preenche bem a área vazia da mama, trazendo simetria na visão estética.

  • Redondo e anatômico

Esse formato é um meio termo entre anatômico e redondo. Essa é uma prótese redonda, porém, ao ficar de pé o gel se posiciona de maneira que fica mais natural.

Como escolher dentre os tipos de próteses mamárias?

Como existem diversos tipos de próteses mamárias, é muito comum haver a dúvida sobre qual dos tipos escolher. Seguem então alguns processos que podem te ajudar:

  • Leve em consideração o formato do seu corpo, para ver qual prótese mais irá se adaptar esteticamente a ele.
  • Explique ao seu Médico o que você quer, se é firmeza, volume, ambos, pois assim ele terá melhores informações e poderá te encaminhar melhor.
  • Vários consultórios conseguem te mostrar o resultado com computação gráfica. Veja se o seu Médico oferece esta opção, e peça a ele, para que você compreenda melhor como o seu corpo pode ficar.
  • Outro ponto importante é o preenchimento da prótese. Existem próteses mais preenchidas que dão mais volume, deixando a mama mais cheia e dura. Outras opções, menos preenchidas, dão um aspecto mais natural e um toque mais macio.
  • Por fim, mais um aspecto a ser analisado são as texturas das próteses. Podemos incluir na lista as seguintes texturas: Lisa, Nanotextura, Microtextura e Poliuretano (macrotextura). As texturas influenciam nas características das próteses. A Lisa e Nanotextura oferecem mais naturalidade; enquanto as outras duas deixam um pouco mais rígida e fixa no lugar. Tudo isso deve ser discutido com o médico nas primeiras consultas.

Por fim, sempre procure conhecer bem o Médico que fará sua cirurgia, de maneira que se confirme que ele está registrado, e possui bons antecedentes na área, evitando assim surpresas desagradáveis.

E faça com calma a escolha entre os tipos de próteses mamárias, considerando que esta é uma grande cirurgia.

 

× Como posso Ajudar?