Dedicar-nos ao máximo na busca pelo conhecimento, com o objetivo de oferecer aos nossos pacientes o que há de melhor

Abdominoplastia

Abdominoplastia é a cirurgia plástica do abdômen e consiste em um conjunto de técnicas operatórias que permite corrigir a flacidez da pele, eliminar excesso de gordura, além de melhorar o tônus muscular. Muitas vezes, esse procedimento é associado à Lipoaspiração ou Lipoescultura do próprio abdômen, flancos e dorso, possibilitando um remodelamento do contorno corporal, tornando-o mais suave e harmônico.

Indicação:

Pacientes com gordura localizada associada à flacidez abdominal generalizada, causada pelo próprio envelhecimento, gestações ou oscilação de peso. São feitos curativos locais e é necessário que o paciente vista um modelador elástico que será usado nos primeiros 30 dias, ou de acordo com a recomendação específica para cada caso.

A Cirurgia

É realizada em ambiente hospitalar, sob anestesia Peridural com sedação ou anestesia Geral, sendo sua duração aproximada de 4 horas. O paciente recebe alta no dia seguinte ao procedimento.

 

Existem duas técnicas:

Abdominoplastia Clássica:

Indicada para pacientes com quadro de flacidez abdominal intensa e generalizada associada ao umbigo mais baixo. É realizado uma incisão horizontal curvada na região acima do púbis, por onde se inicia um descolamento do excesso de pele e gordura em direção à porção superior do abdômen. Uma segunda incisão, circundando o umbigo, possibilita a progressão do descolamento. Nesse momento realizamos pontos para reaproximação dos músculos Reto Abdominais, com o objetivo de promover um abdômen mais plano e tonificado. Mediante à tração inferior aplicada, o excesso de pele e gordura são retirados, resultando em uma cicatriz horizontal levemente curva acima do púbis, que ficará escondida na marca do biquíni ou calcinha e uma outra cicatriz circular no umbigo.

Miniabdominoplastia:

Indicada para pacientes com flacidez mais discreta e localizada principalmente abaixo do umbigo. O procedimento é semelhante ao descrito acima, com a diferença de a cicatriz resultante acima do púbis ser menor e não haver cicatriz no umbigo (que se situará em uma posição levemente mais baixa).
Pós-operatório

Evolução pós-operatória

A cicatriz resultante de uma dermolipectomia localiza-se horizontalmente logo acima dos pelos pubianos, prolongando-se lateralmente em maior ou menor extensão, dependendo do volume do abdome a ser corrigido. Esta cicatriz é planejada para ficar disfarçada sob as roupas de banho e passará por vários períodos de evolução, como se segue:

Período Imediato:

Até o 30º dia e apresenta-se com aspecto excelente e pouco visível. Alguns casos apresentam discreta reação aos pontos ou ao curativo.

Período Mediato:

Vai do 30º dia até o 12º mês. Neste período haverá espessamento natural da cicatriz, bem como mudança na tonalidade de sua cor, passando de “vermelho” para o “marrom”, vai, aos poucos, clareando. Este período, o menos favorável da evolução cicatricial, é o onde mais preocupa as pacientes. Como não podemos apressar o processo natural da cicatrização, recomendamos às pacientes onde não se preocupem, pois, o período tardio se encarregará de diminuir os vestígios cicatriciais.

Período Tardio:

Vai do 12º ao 18º mês. Neste período, a cicatriz começa a tornar-se mais clara e menos consistente atingindo o seu aspecto definitivo. Qualquer avaliação do resultado definitivo da cirurgia do abdome deverá ser feita após este período

Leave a Comment

(0 Comments)

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como posso Ajudar?